CUIABÁ

SAÚDE

Rio de Janeiro retoma aplicação da primeira dose contra covid-19

Publicados

SAÚDE


A cidade do Rio de Janeiro retoma hoje (28) a aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19. Segundo a prefeitura, a suspensão, que começou na sexta-feira (23), ocorreu em razão da falta de estoques do imunizante.

Com o envio de novas remessas pelo Ministério da Saúde na última segunda-feira, a Secretaria Municipal de Saúde anunciou a retomada do calendário. Recebem hoje a primeira dose mulheres de 34 anos, pela manhã, e, na parte da tarde, será a vez dos homens da mesma idade. Amanhã, serão as mulheres de 33 anos, mais a repescagem para quem tem 34 anos ou mais, e, na sexta-feira, começam a ser imunizados os homens de 33 anos.

Mais vacinas

Está mantida a previsão para agosto de vacinação com escalonamento apenas por idade até o dia 18, quando serão imunizados jovens de 18 anos. Os adolescentes começam a receber a primeira dose no dia 23 de agosto, com as meninas de 17 anos, e no dia 24, os meninos dessa idade. O calendário termina no dia 10 de setembro com os meninos de 12 anos.

Leia Também:  SP escalona datas para evitar aglomerações durante vacinação

Até o momento, segundo o painel de vacinação da prefeitura, receberam as duas doses ou a dose única 23,7% da população total da cidade, com 1,6 milhão de pessoas. A primeira dose foi aplicada em 56,6% da população, com 3,7 milhões de pessoas imunizadas parcialmente.

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Covid-19: Brasil registra 259 mortes e 83,3 mil novos casos

Publicados

em

Por


O número de mortes por covid-19 no Brasil subiu para 623.356. Em 24 horas, foram registradas 259 mortes. Segundo os números publicados pelo Ministério da Saúde na noite de hoje (24), 83.340 novos casos de covid-19 foram diagnosticados em 24 horas. O país soma 24.127.595 ocorrências da doença desde o início da pandemia.

Boletim do Ministério da Saúde atualiza os números da pandemia no Brasil. Boletim do Ministério da Saúde atualiza os números da pandemia no Brasil.

Boletim do Ministério da Saúde atualiza os números da pandemia no Brasil. – Ministério da Saúde

O informe sobre a variante Ômicron registrou 1.563 diagnósticos positivos. Outros 1.079 casos são investigados. Já foram apurados dois óbitos em decorrência da Ômicron no Brasil, outros dois estão sob avaliação das autoridades de saúde.

Boletim do Ministério da Saúde atualiza os números da pandemia no Brasil. Boletim do Ministério da Saúde atualiza os números da pandemia no Brasil.

Boletim do Ministério da Saúde atualiza os números da variante Ômicron no Brasil. – Ministério da Saúde

Há ainda 3.071 mortes por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em investigação. Os óbitos pela síndrome somam 149 nos últimos três dias.

Leia Também:  Caminhos da Reportagem reprisa episódio premiado sobre leishmaniose

O boletim também mostra que a taxa de casos ativos aumentou e a taxa de recuperação caiu. No momento, 90,5% do total de infectados são considerados livres de sintomas. A taxa chegou a 96,2% em dezembro, antes da chegada da Ômicron ao Brasil.

Estados

O ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (156.551), Rio de Janeiro (69.689), Minas Gerais (56.965), Paraná (41.005) e Rio Grande do Sul (36.644). Já as Unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.857), Amapá (2.039), Roraima (2.086) , Tocantins (3.985) e Sergipe (6.075).

Vacinação

O painel de vacinação do Ministério da Saúde registra que 348.298.393 doses de vacinas diversas já foram aplicadas. Destas, 163,1 milhões são referentes à primeira dose, enquanto 150,5 milhões são relativas à segunda dose. As doses de reforço chegaram à 33,95 milhões.

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA