CUIABÁ

SAÚDE

Maricá começa a vacinar crianças contra a covid-19 nesta sexta-feira

Publicados

SAÚDE


A cidade de Maricá, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, inicia hoje (14) a imunização das crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19, sendo a primeira do estado a atender essa faixa etária.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) recebeu no início da madrugada de hoje a primeira remessa das vacinas da Pfizer destinada a esse público, com 93,5 mil doses.

De acordo com a prefeitura da cidade, o primeiro grupo atendido será o de crianças indígenas em suas aldeias. Amanhã (15), será a vez das crianças com comorbidades ou deficiência permanente, que devem ser levadas à sede do Serviço de Atendimento de Reabilitação Especial de Maricá (Sarem), das 9h às 13h.

As crianças com dificuldades de locomoção severa podem receber a vacina em casa, depois de agendamento na Unidade de Saúde da Família (USF) de referência.

O pai ou responsável precisa apresentar o laudo médico que comprove a comorbidade ou a deficiência permanente listada no Plano Nacional de Imunização (PNI), além de certidão de nascimento ou documento de identidade da criança.

Leia Também:  São Paulo começa a vacinar pessoas com deficiência permanente sem BPC

A secretária municipal de Saúde, Solange Oliveira, destacou que o cronograma da cidade segue o recomendado pelo PNI, mas depende da disponibilidade de vacinas pelo Ministério da Saúde. Ela explica que a imunização das crianças ajuda a proteger toda a população contra o novo coronavírus.

“É importante que os responsáveis saibam que a vacina é segura e eficaz, e é fundamental que as crianças recebam a primeira dose o quanto antes para conseguirmos romper a cadeia de transmissão do vírus, principalmente a de novas variantes. Além de proteger e evitar formas graves, a vacinação das crianças também protegerá os adultos e os idosos, por isso é urgente e necessária”.

O calendário para a imunização das crianças em geral ainda não foi divulgado pela prefeitura de Maricá.

No município do Rio de Janeiro, a prefeitura anunciou para segunda-feira (17) o início da vacinação infantil, começando com as meninas de 11 anos. Na terça-feira será a vez dos meninos da mesma idade e na quarta-feira a repescagem para ambos os sexos.

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Covid-19: Brasil registra 259 mortes e 83,3 mil novos casos

Publicados

em

Por


O número de mortes por covid-19 no Brasil subiu para 623.356. Em 24 horas, foram registradas 259 mortes. Segundo os números publicados pelo Ministério da Saúde na noite de hoje (24), 83.340 novos casos de covid-19 foram diagnosticados em 24 horas. O país soma 24.127.595 ocorrências da doença desde o início da pandemia.

Boletim do Ministério da Saúde atualiza os números da pandemia no Brasil. Boletim do Ministério da Saúde atualiza os números da pandemia no Brasil.

Boletim do Ministério da Saúde atualiza os números da pandemia no Brasil. – Ministério da Saúde

O informe sobre a variante Ômicron registrou 1.563 diagnósticos positivos. Outros 1.079 casos são investigados. Já foram apurados dois óbitos em decorrência da Ômicron no Brasil, outros dois estão sob avaliação das autoridades de saúde.

Boletim do Ministério da Saúde atualiza os números da pandemia no Brasil. Boletim do Ministério da Saúde atualiza os números da pandemia no Brasil.

Boletim do Ministério da Saúde atualiza os números da variante Ômicron no Brasil. – Ministério da Saúde

Há ainda 3.071 mortes por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em investigação. Os óbitos pela síndrome somam 149 nos últimos três dias.

Leia Também:  Mais 2,1 milhões de doses da vacina da Pfizer chegam ao Brasil

O boletim também mostra que a taxa de casos ativos aumentou e a taxa de recuperação caiu. No momento, 90,5% do total de infectados são considerados livres de sintomas. A taxa chegou a 96,2% em dezembro, antes da chegada da Ômicron ao Brasil.

Estados

O ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (156.551), Rio de Janeiro (69.689), Minas Gerais (56.965), Paraná (41.005) e Rio Grande do Sul (36.644). Já as Unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.857), Amapá (2.039), Roraima (2.086) , Tocantins (3.985) e Sergipe (6.075).

Vacinação

O painel de vacinação do Ministério da Saúde registra que 348.298.393 doses de vacinas diversas já foram aplicadas. Destas, 163,1 milhões são referentes à primeira dose, enquanto 150,5 milhões são relativas à segunda dose. As doses de reforço chegaram à 33,95 milhões.

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA