CUIABÁ

POLITÍCA NACIONAL

Podemos anuncia apoio à candidatura de Simone Tebet

Publicados

POLITÍCA NACIONAL

O Podemos anunciou na noite de hoje (5) seu apoio à candidatura de Simone Tebet (MDB) à Presidência da República. Com a confirmação desse apoio, o MDB tem agora três partidos na aliança pela candidatura de Simone Tebet: o PSDB, o Cidadania e o Podemos. Antes de apoiar a emedebista, o Podemos flertou com a possibilidade de lançar um candidato próprio. Nomes de Sergio Moro, que deixou o partido pouco depois de sua filiação, do senador Álvaro Dias e do general Santos Cruz chegaram a ser considerados para uma candidatura própria.

Ao lado de Tebet, a presidente nacional do Podemos, deputada federal Renata Abreu (SP), destacou a chapa composta por mulheres e exaltou a participação da mulher na política. Para ela, Tebet e sua candidata a vice, Mara Gabrilli, funciona como uma solução para o que ela classificou como tempos de ódio por causa da política.

“O Brasil está muito dividido. A política tem gerado ódio, divisão, e, mais do que nunca, precisa desse olhar cuidadoso, maternal. Precisa do instrumento que de fato vai mudar nosso país, que é o amor. Por isso estamos engajadas, eu, Simone Tebet e Mara Gabrilli, para mostrar que nossa força está viva. As mulheres irão à luta”, disse a presidente do Podemos.

Podemos anuncia apoio a Simone Tebet Podemos anuncia apoio a Simone Tebet

Leia Também:  Datafolha: Lula lidera entre mais pobres e Bolsonaro entre empresários
Podemos anuncia apoio a Simone Tebet – Reprodução Twitter/Simone Tebet

Ainda nesta semana, a campanha de Tebet havia confirmado o nome de Gabrilli (PSDB), sua colega no Senado, como candidata a vice-presidente na chapa. Gabrilli, que é cadeirante, tem atuação destacada na defesa dos direitos das pessoas com deficiência e das pautas femininas.

Em seu breve discurso durante o anúncio, Tebet exaltou uma das pautas mais caras ao Podemos, que é o combate à corrupção. A candidata à Presidência pelo MDB, exaltou o histórico das candidatas da chapa e criticou o chamado “orçamento secreto”. É assim que passaram a ser conhecidas as emendas do relator-geral do Orçamento, que, na prática, podem ser usadas como moeda de troca de favores políticos por não haver informação clara de quem as recebe e qual o valor repassado.

“Esta candidatura é uma candidatura de ficha limpa. Ela está pronta para dizer não à corrupção e sim ao combate à corrupção. O desvio de dinheiro público está matando no posto de saúde, na falta de remédio e médico. Está matando o futuro das nossas crianças, que não têm creche e não têm ensino de qualidade”, disse Simone. “Dinheiro tem, só está sendo guardado, utilizado por meia dúzia de congressistas nos orçamentos secretos lá nos rincões dos municípios mais distantes do nosso país, sem sabermos se efetivamente o dinheiro chegou”.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Política Nacional

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLITÍCA NACIONAL

Bolsonaro insinua que igrejas serão fechadas com a vitória de Lula

Publicados

em

Por

Presidente Jair Bolsonaro participou de ato em Juiz de Fora (MG)
Reprodução/YouTube – 16.08.2022

Presidente Jair Bolsonaro participou de ato em Juiz de Fora (MG)

Nesta terça-feira (16), o presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), tentou associar o ex-presidente e candidato, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ao fechamento de igrejas. As declarações foram feitas em Juiz de Fora, Minas Gerais, dando o pontapé inicial à campanha eleitoral.

“Temos uma batalha pela frente, sabemos da luta do bem contra o mal, sempre pregamos e defendemos a liberdade absoluta. Se uma pessoa se sentiu ofendida, que vá à Justiça, mas não podemos criar leis como a de fake news, como queriam criar há poucas semanas. Graças a Deus, isso não foi para frente”, falou o presidenciável.

Durante o discurso, Bolsonaro afirmou que alguns países da América Latina fecharam veículos de comunicação religiosos, dando como exemplo a Nicarágua. “Estamos acompanhando o que acontece em outros países da América do Sul, como a Nicarágua, onde rádios católicas foram fechadas, procissões impedidas. Acompanhamos o que acontece na nossa riquíssima Venezuela”, comentou.

Leia Também:  Confira a íntegra do discurso de desistência de Doria

Não é a primeira vez que esse tipo de insinuação é feito pelo grupo bolsonarista. O pastor Marcos Feliciano declarou que, caso Lula seja eleito, as igrejas evangélicas serão fechadas , o que foi desmentido pela presidente nacional do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann.

Bolsonaro ainda criticou as medidas de isolamento social na pandemia e criticou governos de esquerda. “Sabemos, nos países de viés de esquerda, para onde vai a sua população. Os caras sempre pregam o paraíso, pregam justiça social, igualdade, muito bonito da boca para fora. Mas a realidade é bem diferente. Na verdade, eles levam todos iguais, para baixo, para miséria”, concluiu.

O presidente da República escolheu o Sudeste para iniciar a campanha eleitoral. O foco do seu grupo político é abrir uma vantagem na região contra o ex-presidente Lula para tentar diminuir a distância nas pesquisas eleitorais.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA