CUIABÁ

POLITÍCA NACIONAL

Moraes prorroga prazo para PF apurar conduta de homem que ameaçou STF

Publicados

POLITÍCA NACIONAL

Ministro do STF Alexandre de Moraes prorrogou por 15 dias o prazo para a PF concluir as investigações sobre atuação de Ivan Rejane Fonte
Antonio Augusto/Secom/TSE – 14/06/2022

Ministro do STF Alexandre de Moraes prorrogou por 15 dias o prazo para a PF concluir as investigações sobre atuação de Ivan Rejane Fonte

Nesta sexta-feira (5), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes prorrogou por 15 dias o prazo para a Polícia Federal concluir as investigações sobre Ivan Rejane Fonte Boa Pinto, preso após fazer ameaças a ministros da Corte e políticos de esquerda .

O homem teve prisão preventiva decretada na segunda-feira (1º) por decisão de Moraes, após pedido da PF .

Ao Supremo, a PF disse que ainda aguarda o fim da perícia nos equipamentos de Fonte que foram apreendidos e a análise dos dados para colher mais informações relacionadas aos fatos que estão sendo apurados.

Depois, a PF deve informar o STF se há elementos para indiciar o homem e os indícios de eventuais crimes. Em depoimento à polícia, Fonte ficou calado.

Leia Também:  Câmara convida ministro da Justiça para explicar interferência na PF

No vídeo que levou à prisão do suspeito , que já foi candidato a vereador em Belo Horizonte (MG) em 2020, ele disse que a direita caçaria ministros do STF, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e outros políticos de esquerda, como a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e o candidato a governador do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo. Disse também para os ministros da Corte saírem do Brasil, porque eles seriam pendurados “de cabeça para baixo”.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLITÍCA NACIONAL

Eleição: Ciro Gomes faz caminhada pela zona leste de São Paulo

Publicados

em

Por

Ciro Gomes em São Paulo
Reprodução Twitter Ciro Gomes 16/08/2022

Ciro Gomes em São Paulo

Com a largada oficial do período de campanha eleitoral, o  candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) iniciou nesta terça-feira (16) o corpo a corpo com os eleitores, em uma caminhada às 7h em Guainases, uma comunidade da Zona Leste de São Paulo. O presidenciável conversou com moradores e comerciantes e apresentou planos de governo.

Entre outros pontos, Ciro Gomes disse que, se eleito, vai instituir o programa Renda Mínima, que consiste no pagamento médio de R$ 1 mil para famílias brasileiras abaixo da linha da pobreza. O programa englobará os pagamentos feitos por outros programas já existentes como o Auxílio Brasil, o seguro-desemprego e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), entre outros de transferência de renda.

Segundo o Mapa da Nova Pobreza, elaborado pela Fundação Getúlio Vargas e divulgado em julho, 29,6% da população total do país se encontram abaixo da linha de pobreza. Os dados, disponibilizados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Contínua (Pnad-C), mostram que o contingente de pessoas com renda familiar per capita de até R$ 497 mensais atingiu 62,9 milhões de brasileiros em 2021.

Leia Também:  Haddad suspende atividades da pré-campanha após problema renal

“Garantir o direito de comer do nosso povo é dever do Estado. O projeto de Renda Mínima para toda população na linha de pobreza, vai permitir isso”, disse Ciro.

A proposta de campanha do presidenciável cita também reforma tributária, para garantir recursos ao programa de renda mínima. Inicialmente, a agenda de Ciro previa uma conversa com comerciantes na região do Jabaquara, na Zona Sul de São Paulo, na tarde desta terça-feira.

O compromisso, entretanto, foi alterado e o candidato deve embarcar para Brasília, onde acompanhará a posse do ministro Alexandre de Moraes na presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na sessão solene, marcada para ter início as 19h, o ministro Ricardo Lewandowski também será empossado vice-presidente da Corte Eleitoral. Pelo calendário eleitoral, a partir desta terça-feira, os candidatos estão autorizados a fazer propaganda eleitoral na internet e comícios com aparelhagem de som.

Já a veiculação de propaganda eleitoral no rádio e na televisão, do primeiro turno das eleições, começará no dia 26. O término será no dia 29 de setembro.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA