CUIABÁ

POLITÍCA NACIONAL

Eleições: confira as datas do primeiro e eventual segundo turno

Publicados

POLITÍCA NACIONAL

Urna eletrônica
Divulgação/TSE

Urna eletrônica

O primeiro turno das eleições este ano está marcado para o dia 2 de outubro. Antes de o eleitor finalizar o voto na urna, porém, estão previstos diversos eventos importantes do processo eleitoral desde a definição de candidatos, o registro das candidatura e início oficial da campanha e da propaganda eleitoral no rádio e na TV.

Os eleitores também devem ficar de olho nos prazos para solicitar voto em trânsito e justificar em caso de não poder votar.

Confira as principais datas do calendário eleitoral:

18 de julho a 18 de agosto – prazo para solicitar o voto em trânsito (direito de votar em cidade diferente daquela do título) e transferência para seção com acessibilidade.

20 de julho a 5 agosto – prazo para as convocações partidárias escolherem candidatas e candidatos.

15 de agosto – prazo final para o registro de candidaturas.

16 de agosto – início da propaganda eleitoral, inclusive na internet.

26 de agosto a 29 de setembro – propaganda eleitoral na TV e no Rádio.

Leia Também:  Segunda ponte entre Brasil e Paraguai tem 84% da obra concluída

17 de setembro – candidatas e candidatos não podem ser presos, exceto em flagrante delito.

27 de setembro – eleitoras e eleitores não podem ser presos, exceto em flagrante de delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável.

2 de outubro – primeiro turno

3 a 29 de outubro – volta a ser permitida propaganda eleitoral.

7 a 28 de outubro – início da propaganda eleitoral no rádio e na TV.

30 de outubro – segundo turno

3 de novembro – Último dia para todas as candidatas e candidatos e todos os partidos políticos encaminharem à Justiça Eleitoral as prestações de contas referentes ao primeiro turno

1º de dezembro – Último dia para a eleitora ou o eleitor que deixou de votar no primeiro turno das eleições apresentar justificativa fundamentada ao juízo eleitoral.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Leia Também:  Presidente do Senado reabre trabalhos defendendo TSE e urnas


Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLITÍCA NACIONAL

André Janones diz que Bolsonaro não estará na posse de Moraes

Publicados

em

Por

O candidato a deputado federal André Janones
Divulgação

O candidato a deputado federal André Janones

Na última segunda-feira (15), o candidato a deputado federal André Janones (Avante) acusou o presidente Jair Bolsonaro (PL) de querer associar o Supremo Tribunal Federal ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O parlamentar declarou que o chefe do executivo federal não participará da posse do ministro Alexandre de Moraes na presidência do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para aumentar a narrativa contra o Judiciário.

“Fonte segura: apesar de ter confirmado presença, Bolsonaro não planeja ir à posse de Alexandre de Moraes no TSE amanhã. O objetivo é explorar a presença de Lula na cerimônia, para reforçar nas redes a narrativa de conluio com o STF. Bora (sic) denunciar para ferrar com o plano do safado”, escreveu.

Leia Também:  Parecer pela suspensão de Daniel Silveira é ignorado há 9 meses

Porém, nesta terça (16), o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, afirmou que o presidente da República participará da cerimônia, sentando ao lado de Alexandre de Moraes durante a posse. Será a primeira vez que o mandatário e o petista estarão no mesmo espaço desde que confirmaram suas candidaturas.

Lula foi convidado para o evento como ex-presidente e aceitou o convite na tarde de ontem. Já Bolsonaro recebeu Alexandre de Moraes no Palácio do Planalto e foi convidado para estar na cerimônia. Apesar do suspense, sua equipe garantiu que ele estará na Corte.

Os ex-presidentes Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB) também confirmaram presença. Os dois ex-companheiros políticos estarão um ao lado do outro, já que os assentos dos antigos chefes do executivo federal são colocados por ordem de mandato.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) recusou o convite por questões de saúde. Porém, ele afirmou que enviaria uma carta ao ministro Alexandre de Moraes.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA