CUIABÁ

POLITÍCA NACIONAL

Desejo de Lula prevalece e PT mantém apoio a Freixo

Publicados

POLITÍCA NACIONAL

PT mantém apoio a Freixo no Rio
Ricardo Stuckert

PT mantém apoio a Freixo no Rio

A executiva nacional do PT aprovou, em reunião no começo da tarde desta sexta-feira, a manutenção da aliança em torno da candidatura de Marcelo Freixo (PSB) ao governo do Rio, mesmo com a insistência do deputado Alessandro Molon (PSB) de concorrer ao Senado.

Dirigentes que vinham defendendo o rompimento mudaram de posição e agora dizem que não há como alterar o palanque no estado a menos de 60 dias da eleição.

O acordo com Freixo no Rio foi costurado diretamente pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O candidato a presidente petista influenciou na mudança de posição dos dirigentes. Os petistas vão enfatizar que o único candidato de Lula ao Senado é o presidente da Assembleia Legislativa, André Ceciliano, e tentarão isolar Molon.

“É difícil dar um cavalo a menos de 60 dias da eleição, depois que o Lula foi lá, levantou a mão dele (Freixo), com todas as lideranças nacionais do PT tendo declarado apoio a ele. A gente não vai romper a aliança mesmo com o PSB não cumprindo o acordo”, afirma o secretário de comunicação do PT, Jilmar Tatto, que defendia o rompimento com Freixo e uma aliança com Rodrigo Neves (PDT).

Leia Também:  Holiday diz temer retaliação após denunciar esquema de corrupção

Washington Quaquá, um dos vice-presidentes do PT, e mais enfático defensor do rompimento da aliança, já havia mudado de posição na quinta-feira .

Os petistas ainda avaliam que Freixo e o PSB se esforçaram para tirar Molon . A decisão de não repassar recursos do fundo eleitoral para o candidato ao Senado também foi elogiada e vista como um sinal de esforço do partido para atender ao pedido do PT.

“A Comissão Executiva Nacional do PT confirma o apoio à chapa Marcelo Freixo (PSB) para governador e André Ceciliano (PT) para senador no Rio de Janeiro. Com Lula e Alckmin, vamos juntos reconstruir nosso Brasil”, afirmou a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, nesta sexta-feira, em sua conta no Twitter.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Leia Também:  Mais de 23 milhões de eleitores estão aptos a votar voluntariamente

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLITÍCA NACIONAL

Eleição: Ciro Gomes faz caminhada pela zona leste de São Paulo

Publicados

em

Por

Ciro Gomes em São Paulo
Reprodução Twitter Ciro Gomes 16/08/2022

Ciro Gomes em São Paulo

Com a largada oficial do período de campanha eleitoral, o  candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) iniciou nesta terça-feira (16) o corpo a corpo com os eleitores, em uma caminhada às 7h em Guainases, uma comunidade da Zona Leste de São Paulo. O presidenciável conversou com moradores e comerciantes e apresentou planos de governo.

Entre outros pontos, Ciro Gomes disse que, se eleito, vai instituir o programa Renda Mínima, que consiste no pagamento médio de R$ 1 mil para famílias brasileiras abaixo da linha da pobreza. O programa englobará os pagamentos feitos por outros programas já existentes como o Auxílio Brasil, o seguro-desemprego e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), entre outros de transferência de renda.

Segundo o Mapa da Nova Pobreza, elaborado pela Fundação Getúlio Vargas e divulgado em julho, 29,6% da população total do país se encontram abaixo da linha de pobreza. Os dados, disponibilizados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Contínua (Pnad-C), mostram que o contingente de pessoas com renda familiar per capita de até R$ 497 mensais atingiu 62,9 milhões de brasileiros em 2021.

Leia Também:  Mais de 23 milhões de eleitores estão aptos a votar voluntariamente

“Garantir o direito de comer do nosso povo é dever do Estado. O projeto de Renda Mínima para toda população na linha de pobreza, vai permitir isso”, disse Ciro.

A proposta de campanha do presidenciável cita também reforma tributária, para garantir recursos ao programa de renda mínima. Inicialmente, a agenda de Ciro previa uma conversa com comerciantes na região do Jabaquara, na Zona Sul de São Paulo, na tarde desta terça-feira.

O compromisso, entretanto, foi alterado e o candidato deve embarcar para Brasília, onde acompanhará a posse do ministro Alexandre de Moraes na presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na sessão solene, marcada para ter início as 19h, o ministro Ricardo Lewandowski também será empossado vice-presidente da Corte Eleitoral. Pelo calendário eleitoral, a partir desta terça-feira, os candidatos estão autorizados a fazer propaganda eleitoral na internet e comícios com aparelhagem de som.

Já a veiculação de propaganda eleitoral no rádio e na televisão, do primeiro turno das eleições, começará no dia 26. O término será no dia 29 de setembro.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA