CUIABÁ

CARROS E MOTOS

Acidentes com GNV alertam para o perigo da frota irregular

Publicados

CARROS E MOTOS


Federação Nacional da Inspeção Veicular alerta de 72% dos veículos a GNV está irregular no Brasil
Divulgação?Fenive

Federação Nacional da Inspeção Veicular alerta de 72% dos veículos a GNV está irregular no Brasil

De acordo com os dados de junho da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), o Brasil tem hoje cerca de 50 milhões de veículos/automóveis em circulação. Destes, quase 2,6 milhões são movidos a gás natural veicular (GNV). Este combustível alternativo é considerado seguro, mas demanda correta instalação e manutenção através da inspeção veicular obrigatória.

Ainda de acordo com a entidade, menos de 30% da frota está com a documentação regular e prova dessa imprudência pode ter sérias consequências como o que aconteceu recentemente com um Fiat Fiorino que teve o seu cilindro estourado enquanto abastecia, na zona oeste do Rio de Janeiro, como mostra a imagem acima.

Leia Também:  BYD lança o HAN, novo sedã elétrico que faz até 550 km de autonomia

De acordo com o diretor executivo da FENIVE (Federação Nacional da Inspeção Veicular), Daniel Bassoli, o GNV é seguro, porém existem procedimentos que são obrigatórios tanto na instalação quanto na manutenção. A inspeção veicular periódica é uma das exigências legais para que o carro que passou pela conversão possa circular regularmente.

“O s elo GNV é uma forma de evitar a utilização de produtos sucateados, a execução do serviço por pessoas não habilitadas e ainda proporciona a rastreabilidade e a segurança ao dono do veículo”, explica Bassoli.

Em geral, o GNV é instalado nos veículos através de um processo simples de modificação veicular: o cidadão solicita autorização prévia ao Detran , realiza a instalação do kit em oficina homologada pelo Inmetro, para então realizar a inspeção veicular em empresas acreditadas pelo Inmetro e licenciadas pela Senatran (ITL – Instituição Técnica Licenciada).

Após a aprovação na inspeção, o veículo recebe o certificado de segurança veicular (CSV) e o selo GNV, para então ser regularizado no Detran, que inclui o combustível no documento. Todos os anos os veículos com GNV devem passar por inspeção periódica para verificação do sistema GNV e demais sistemas de segurança do veículo.

Leia Também:  Perto do fim de produção, VW Gol retorna à liderança do mercado

Quando aprovado, o proprietário do veículo recebe um novo selo GNV, de porte obrigatório. A cada cinco anos o cilindro deve passar por um processo de requalificação para avaliação das suas características mecânicas.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Crescimento da GM passa por veículos elétricos, diz executivo da marca

Publicados

em

Por

GM estuda novas tecnologias para diversificar seus negócios, enquanto investe em carros elétricos
Divulgação

GM estuda novas tecnologias para diversificar seus negócios, enquanto investe em carros elétricos

A General Motors investe cada vez mais na mobilidade elétrica e acredita que este é o caminho ideal para enfrentar os desafios que afetam a indústria automotiva.

Shilpan Amin, presidente da GM International , afirma o compromisso da empresa no desenvolvimento de tecnologias autônomas e de zero emissão de poluentes.

Segundo o executivo, “estamos avançando com nosso projeto de um futuro totalmente elétrico e com zero emissão . A GM está se movendo mais rápido do que nunca e estamos totalmente focados em levar nossas tecnologias inovadoras para os consumidores globalmente.”

A Chevrolet é a fabricante da GM que o Brasil tem mais intimidade. E para nosso mercado, o plano passa por veículos 100% elétricos, e a fabricante já confirmou a chegada do Bolt para o mês de agosto e de outros modelos como Bolt EUV, Blazer EV e Equinox EV para os próximos anos .

Leia Também:  A história de Ray Charles com o Ford Thunderbird no Salão de Detroit

“A eletrificação traz outra perspectiva para a GM na América do Sul, principalmente em função dos veículos, tecnologias e serviços que desenvolvemos globalmente. Estamos avaliando novas oportunidades de negócio na região tendo em vista uma maior diversificação”, diz Santiago Chamorro, presidente da GM América do Sul.

Na América do Norte, os veículos elétricos das marcas da GM vem sendo bem recebidos, segundo Amin:

“Acabamos de apresentar em detalhes o design do Chevrolet Blazer EV; mais de 73 mil pessoas já reservaram o GMC Hummer; ampliamos a produção do Chevrolet Bolt EV e do Bolt EUV e estamos prevendo um recorde de vendas do modelo neste ano e no próximo ano.”

A lendária marca de luxo Cadillac não poderia ficar de fora do futuro da GM, e já tem dois modelos completamente elétricos à vista, o SUV Lyriq, que será lançado no próximo ano, e o sedã Celestiq, que ainda é um conceito, mas já tem a luz verde para a produção, que acontecerá em Warren, no Estado americano de Michigan. 

A GM vem fechando parcerias com fabricantes de baterias para conseguir insumos para seus veículos elétricos, uma das empresas parceiras é a sul-coreana LG, que junto da GM investem US$7 bilhões para a expansão da tecnologia de baterias Ultium.

Leia Também:  BYD lança o HAN, novo sedã elétrico que faz até 550 km de autonomia

Outra parceria relevante é a com a Honda , a fabricante automotiva japonesa e a GM estão buscando maneiras de criar veículos elétricos mais acessíveis para os mercados da China e América do Norte e Sul, e que consigam entregar tecnologia e desempenho, mas com preço mais em conta, o que hoje é a maior barreira para a adoção em massa de carros elétricos.

Além de automóveis a GM também investe em software e outras áreas de negócios como a Cruise, que oferece um serviço de taxi autônomo e a BrightDrop, uma startup incubada pela GM que oferece soluções para entregas com veículos elétricos.

Silpan Amin conclui dizendo que a GM mantém conversas com indústrias de outros setores, seus parceiros e até governos para acelerar o processo de expansão da infraestrutura de recarga de carros elétricos e políticas públicas específicas.

“Os mercados onde a GM atua internacionalmente estão bem encaminhados para gerar escala para nossa estratégia global de crescimento, beneficiando o planeta e toda a sociedade neste processo. Temos o talento, as tecnologias e os recursos para impulsionar esta oportunidade pelo mundo”, concluiu o executivo.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA